Sexo: Brasileiros são mais precoces, diz pesquisa

16 visualizações
Pular para a primeira mensagem não lida

bras...@my-deja.com

não lida,
19 de out. de 2000 01:07:3719/10/2000
para
Brasileiros são mais precoces, diz pesquisa - CLAUDIO MARTINS

Os brasileiros são precoces sexualmente, além de serem grandes amantes.
A informação está entre as conclusões de uma pesquisa feita em 27
países. Promovida por uma empresa britânica que produz preservativos, a
sondagem procurou avaliar o comportamento sexual da humanidade. Os
habitantes dos EUA aparecem em primeiro lugar no quesito freqüência
sexual, com cerca de 132 relações por ano.

Neste item, o Brasil não é citado nem entre os cinco primeiros. Segundo
a pesquisa, são os japoneses os menos assíduos, com apenas 37 relações
por ano, o equivalente a três a cada 30 dias. As americanas, além de
serem as que mais encontros sexuais mantêm com seus parceiros, também
seriam as primeiras a perder a virgindade, por volta dos 16,4 anos.

As brasileiras também são precoces. Na média, a primeira relação
acontece com 16,5 anos. Mas, na média mundial, "a primeira vez" ocorre
depois dos 18 anos. Segundo a companhia Durex, que não tem fábrica no
Brasil, a pesquisa foi feita junto a 18 mil pessoas, com idades entre
16 e 25 anos.

Em relação aos primeiros conhecimentos adquiridos a respeito de sexo,
os americanos, em sua maioria, disseram que ele veio das mães. Já os
holandeses dão o crédito aos pais, enquanto os italianos descobrem
perguntando aos irmãos. Os franceses ficam conhecendo detalhes do sexo
na prática.

E são também os franceses os que mais parceiros têm ao longo da vida,
com uma média de 16,7 para cada um. Os brasileiros, apesar da fama,
aparecem em terceiro, depois dos gregos, com uma média 12,5 por pessoa.
Os mais fiéis são os indianos. Aproximadamente 82% deles têm, durante a
vida inteira, relações sexuais com apenas uma pessoa.

Os resultados contradizem estudo anterior, feito pela médica britânica
Judith MacKay, do Royal College of Physicians - que publicou suas
conclusões no Atlas Penguin do Comportamento Sexual Humano. Para ela,
no quesito sexualidade, o brasileiro é o melhor do mundo.

No seu estudo ela dá menos importância à quantidade de relações sexuais
ao longo da vida, e confere maior relevância à duração do ato. Segundo
ela, o amante brasileiro leva de 30 a 40 minutos, em média, ao manter
relações sexuais.
-------------------
Copyright (c) 1995, 2000, Jornal do Brasil, Primeiro Jornal Brasileiro
na Internet!

Sent via Deja.com http://www.deja.com/
Before you buy.

João Luiz

não lida,
20 de out. de 2000 03:00:0020/10/2000
para
bras...@my-deja.com schrieb:
[...]

> Brasil, a pesquisa foi feita junto a 18 mil pessoas, com idades entre
> 16 e 25 anos.
[...]

> E são também os franceses os que mais parceiros têm ao longo da vida,
> com uma média de 16,7 para cada um. Os brasileiros, apesar da fama,
> aparecem em terceiro, depois dos gregos, com uma média 12,5 por pessoa.
> Os mais fiéis são os indianos. Aproximadamente 82% deles têm, durante a
> vida inteira, relações sexuais com apenas uma pessoa.

Tem alguma coisa estranha nessa pesquisa. Como é que se sabe quantos
parceiros alguém com idade entre 16-25 anos vai ter ao longo da vida?

JL

Canali54

não lida,
20 de out. de 2000 03:00:0020/10/2000
para
In article <39F0A8B8...@MB.TU-Ilmenau.DE>, "João Luiz"
<JoaoLuiz...@MB.TU-Ilmenau.DE> writes:

>> E são também os franceses os que mais parceiros têm ao longo da vida,
>> com uma média de 16,7 para cada um. Os brasileiros, apesar da fama,
>> aparecem em terceiro, depois dos gregos, com uma média 12,5 por pessoa.
>> Os mais fiéis são os indianos. Aproximadamente 82% deles têm, durante a
>> vida inteira, relações sexuais com apenas uma pessoa.
>
>Tem alguma coisa estranha nessa pesquisa. Como é que se sabe quantos
>parceiros alguém com idade entre 16-25 anos vai ter ao longo da vida?
>

O que deve ser especificado é a média de parceiros em relação ao sexo... Será
que cederam a pressão de não revelar a nacionalidade onde a mulher tem mais
parceiros, para evitar algum constrangimento internacional? O mundo ainda é tão
careta... Falo isso porque acho essa média de parceiros muito baixa se
pensarmos no lado masculino da questão, ou será que a parceira prostituta não
conta? Fará parte parte da contagem somente, esposas, namoradas e casos ou
qualquer parceria sexual conta? Bom, por outro lado, analisando o lado
feminino, caso a prostituição fizesse parte da contagem, as prostitutas
equilibrariam a contagem feminina se admitirmos que a maioria das mulheres
possuem menos parceiros sexuais durante a vida que os homens (será?), qualquer
prostituta tem mais parceiros do que qualquer homem, mesmo os menos comuns
prostitutos, digamos assim...


Patrocinado pela Pagina do Canali54:
http://www.geocities.com/joao_canali/homepagedojoao.html

Espaco Reservado Para Mensagem Publicitaria... (Nao vendo fiado e nao aceito
cheque!) ;-)
J.Canali (Cana...@aol.com)


bras...@my-deja.com

não lida,
20 de out. de 2000 03:00:0020/10/2000
para
In article <39F0A8B8...@MB.TU-Ilmenau.DE>,
"João Luiz" <JoaoLuiz...@MB.TU-Ilmenau.DE> wrote:
> bras...@my-deja.com schrieb:
> [...]

> > Brasil, a pesquisa foi feita junto a 18 mil pessoas, com idades
entre
> > 16 e 25 anos.
> [...]

> > E são também os franceses os que mais parceiros têm ao longo da
vida,
> > com uma média de 16,7 para cada um. Os brasileiros, apesar da fama,
> > aparecem em terceiro, depois dos gregos, com uma média 12,5 por
pessoa.
> > Os mais fiéis são os indianos. Aproximadamente 82% deles têm,
durante a
> > vida inteira, relações sexuais com apenas uma pessoa.
>
> Tem alguma coisa estranha nessa pesquisa. Como é que se sabe quantos
> parceiros alguém com idade entre 16-25 anos vai ter ao longo da vida?
>
> Eles devem ter perguntado: "Quantas(os) você comeu(foi comida) entre
os 16 e 25 anos?">
Responder a todos
Responder ao autor
Encaminhar
0 nova mensagem