Repovoar Portugal.

77 views
Skip to first unread message

Geopalavras

unread,
Nov 9, 2012, 1:14:40 PM11/9/12
to geod...@googlegroups.com

Portugal Continental é um território assimétrico. É assimétrico do ponto de vista económico, é assimétrico na distribuição da oferta cultural e, mais importante, na distribuição do seu bem mais precioso: a sua população. Somos assim um pedaço de território algo esquizofrénico, que ora parece preocupar-se com um interior cada vez mais definhado, ora lhe vira costas e insiste em alimentar o litoral farto.

Na realidade, os principais problemas na distribuição da população portuguesa traduzem-se num envelhecimento e despovoamento do interior do país, onde a população é maioritariamente analfabeta ou com um baixo nível educacional, e numa forte concentração urbana na faixa litoral, em particular em Lisboa e Porto.

Deste modo, urge debater e encontrar soluções para: 

  • Como redistribuir de uma forma mais equilibrada a população, potencializando os recursos endógenos das diferentes regiões?
  • Como melhorar as condições de vida no interior?
  • Como aumentar a oferta de emprego no interior?
  • Como criar incentivos à fixação dos jovens nas regiões mais desfavorecidas?
  • Como promover o desenvolvimento das pequenas e médias aglomerações urbanas?

dianacat...@gmail.com

unread,
Nov 13, 2012, 1:45:46 PM11/13/12
to geod...@googlegroups.com
Devido a situação do nosso pais não podemos fazer grandes investimentos .Por isso , acho que o melhor ponto de partida é começar a tirar proveito das coisas existentes no interior .
Na minha ótipa deviamos de começar por apostar no turismo ,pois necessitamos de fazer uma aposta na formação é verdade mas , o interior iria começar a ter reconhecimento , e podia começar a chamar a atenção das pessoas .
   Com todos estes factores juntos , mais tarde podiamos fazer mais apostas profissionais ! 

Geopalavras

unread,
Nov 13, 2012, 6:11:45 PM11/13/12
to geod...@googlegroups.com, dianacat...@gmail.com
Concordo plenamente e, já agora, no sítio certo! ;)

pedro...@gmail.com

unread,
Nov 13, 2012, 6:24:24 PM11/13/12
to geod...@googlegroups.com
- Bem, do meu ponto de vista o nosso país não está nada em boas condições económicas para poder investir , criar novos postos de trabalho , áreas de lazer entre outros , logo a solução que eu vejo é aproveitar o que há de melhor em cada zona do nosso país . Podemos pensar no turismo que é uma ótima maneira de "chamar" pessoas para o interior , aproveitar os monumentos , as praias fluviais , o sossego que se pode encontrar nessas zonas , também festivais de verão se podem realizar no interior , são boas maneiras de atrair pessoas para o litoral , mas o turismo só fixa as pessoas no pequeno período de tempo , nas férias . Ou seja temos que pensar em algo mais , algo que fixe as pessoas a tempo inteiro nesses locais , ou seja podíamos tentar expandir as grandes empresas para o interior , os hospitais situarem-se mais no interior , centros de dia e lares como a população é maioritariamente idosa no interior com a criação desses serviços iria beneficiar os idosos que teriam mais apoios e ao mesmo tempo os jovens que encontravam aí um posto de trabalho ... Com estas medidas não se ia gastar muito dinheiro porque não iríamos criar novos postos de trabalho e novos serviços , mas sim expandi-los , " move-los " o que teria um custo muito menos elevado .

- Pedro Maia 10ºD .
Message has been deleted
Message has been deleted

jojosi...@gmail.com

unread,
Nov 13, 2012, 7:00:55 PM11/13/12
to geod...@googlegroups.com, jojosi...@gmail.com
Joana Costa nº20 10D ;)))

Terça-feira, 13 de Novembro de 2012 23:52:06 UTC, jojosi...@gmail.com escreveu:
 Ah, dei com o sítio certo :D - Concordo com todos aqui no debate, a verdade, é que as soluções mais visíveis no momento são de facto aproveitar o que já temos de útil no interior e usar a nosso favor, ou seja, fazer dos recursos existentes uma forte atração de pessoas. O interior é cheio de paisagens e sítios ótimos para o Turismo, é claro que isto iria atrair população por um determinado tempo, e não a tempo inteiro, é verdade, mas também fornecia vários empregos nesse campo, e melhorava a economia da região, e fazia com que essa mesma região, pudesse ser modernizada, e melhorar assim, a qualidade de vida que é um grande fator pela qual a população se move para o litoral. Criação de fábricas e mais coisas, não. Está fora de questão, quando um país como o nosso se encontra cada vez mais mergulhado numa crise, que, devido á crescente austeridade parece não acabar. Temos de criar soluções, e não problemas. A economia é o principal impasse que temos, quando o objetivo é repovoar o nosso Portugal. Daí tornar-se difícil a criação de medidas. :)

dianacat...@gmail.com

unread,
Nov 14, 2012, 5:05:58 PM11/14/12
to geod...@googlegroups.com

A criação de fábricas deixa-me um pouco duvidosa , pois ao criarmos uma vamos ter que investir e como o salário não é atrativo as pessoas não vão mudar do litoral para o interior logicamente . Mas existe um aspeto bastante positivo que é o facto de as pessoas do interior não terem um curso superior logo os salários podem ser mais baixos o que é ótimo! :)

joseamo...@gmail.com

unread,
Nov 16, 2012, 2:32:58 PM11/16/12
to geod...@googlegroups.com, dianacat...@gmail.com
Tens razao , mas assim as pessoas ate acabam por aceitar o trabalho , mesmo que os salários nao sejam lá grande coisa , ou seja salários baixos , elas acabam por aceitar trabalhar numa empresa para ganharem sempre algum dinheiro para se puderem sustentar a si e aos seus filhos , se os tiverem é claro !!
E assim mais tarde os filhos vao na mesma para a escola , tento procurar escola nao muito longe onde possam tirar um curso para depois puderem criar uma empresa nesses sitios onde a populaçao e menos carenciada , ou seja onde nao têm tanto dinheiro , para elas pelo menos trabalharem e receberem algum !!

Micael 10º E

unread,
Nov 17, 2012, 7:20:28 AM11/17/12
to geod...@googlegroups.com
Portugal embora seja um país desenvolvido está bem envolvido numa grave situação económica poderia simplesmente aproveitar o que o interior trás de melhor, sim porque no interior existe materiais que simplesmente não existe no Litoral. Apostar no interior poderia ajudar Portugal a sair desta grave crise utilizando essas mesmas coisas. Claro que não poderemos criar no interior museus, shopping's nem algo parecido, pelo menos para já. Mas porque não apostar na pecuária na agricultura sim é algo que o litoral não oferece em quantidade como no interior. Existe então um país do litoral ocidental e sul para aproveitar a que se acrescenta o Alentejo Central, onde os indicadores configuram, pelo menos, um estilo de vida francamente urbano, com melhores indicadores clássicos de desenvolvimento. Portugal não é Porto e Lisboa mas sim Norte, centro, sul e devidas ilhas. 

Geopalavras

unread,
Nov 18, 2012, 6:18:14 PM11/18/12
to geod...@googlegroups.com, pedro...@gmail.com
Até dá gosto ver assim um texto robusto, bem pensado e consequente. Boa Pedro!

Vejam estes artigos: 


Geopalavras

unread,
Nov 18, 2012, 6:30:05 PM11/18/12
to geod...@googlegroups.com

Ah! Sim senhor «temos de criar soluções, e não problemas. A economia é o principal impasse que temos, quando o objetivo é repovoar o nosso Portugal».

Umhhh! Este debate está interessantíssimo, mas não está a ser um debate! E isto não é uma critica, bem pelo contrário! Este tópico transformou numa espécie de local de conclusões e acrescentos à melhoria deste país. Gosto bastante.  

Geopalavras

unread,
Nov 18, 2012, 6:32:13 PM11/18/12
to geod...@googlegroups.com, dianacat...@gmail.com, joseamo...@gmail.com

Pois, o José acaba por ter um bom ponto de vista aqui. É preferível alguma coisa (uma fábrica ou algo do género) do que nada. Nada é desemprego pela certa e abandono do interior.

Geopalavras

unread,
Nov 18, 2012, 6:39:12 PM11/18/12
to geod...@googlegroups.com
Exato Micael. Aproveitar os recursos endógenos de uma região é sem duvida o melhor ponto de partida para o seu desenvolvimento.

jojosi...@gmail.com

unread,
Nov 19, 2012, 5:50:53 PM11/19/12
to geod...@googlegroups.com, pedro...@gmail.com
Relativamente ás receitas turisticas, os dados mostram que os turistas estão cada vez mais satisfeitos com o nosso serviço, e isso é ótimo, temos não só de apostar na quantidade mas sim na melhoria da qualidade turistica, um ponto forte para a atração populacional, não acham? :)

Geopalavras

unread,
Nov 19, 2012, 6:47:14 PM11/19/12
to geod...@googlegroups.com, pedro...@gmail.com, jojosi...@gmail.com
Pois claro que acho! Afinal temos de começar por algum lado, nem que seja a sonhar com medidas "realistas" dentro de uma sala de aula! Ao desenvolver o turismo, multiplicamos uma série de outros negócios que geram riqueza e emprego. Atrás deles virão serviços e ou industrias, sustentáveis como convém, que fixam população e, mais do que isso, atraem gente do super povoado litoral.

Em suma, é sem dúvida um bom ponto de partida! 

PS: adoro o (?) desafiante Joana. É esse espírito. 

zeel...@gmail.com

unread,
Nov 20, 2012, 3:12:54 PM11/20/12
to geod...@googlegroups.com, dianacat...@gmail.com
Na minha opinião , a solução não passa pela construção mas sim pela "substituição" e por aproveitar os recursos endógenos. Por exemplo, existem empresas com sede e várias filiais no mesmo local e no meu opinião as filiais poderiam ser mudadas de local, valorizando assim novos locais e aumentando a população dos mesmos por terem de se ausentar para trabalhar. ver emprego. Concordo também que seria complicado para as pessoas terem que mudar de morada apenas pelo emprego mas nos dias que correm importante é haver emprego, independentemente de onde. Para começar e devido á situação económica do país, devíamos apostar no turismo que atrai muitas pessoas, construindo, por exemplo, pousadas da juventude, de forma a que jovens se concentrassem nessas e aproveitassem a beleza do Interior, e assim, despendíamos pouco dinheiro do Estado e resolveríamos também o desemprego, criando postos de trabalho de inferior. Por último, friso que outras das medidas fundamentais para a Litoralização e a Bipolarização era a mudança dos festivais de Verão para lugares no Interior do país, porque como todos sabemos os jovens do séc. XXI dão muita importância á diversão, eu eu que o diga, A verdade é que esta medida prenderia as pessoas apenas num curto espaço de tempo, mas este tempo poderia ser o suficiente para os jovens darem valor á beleza do Interior e quererem assim, quiçá, criar lá as suas vidas, porque, sem dúvida, nós somos Portugueses, logo não dámos o devido valor ao que temos.
José Lopes nº 21 10ºD

liliana....@gmail.com

unread,
Nov 21, 2012, 5:54:53 PM11/21/12
to geod...@googlegroups.com
Bem, de facto Portugal tem vários problemas graves mas acima de tudo o maior número de população idosa que se verifica no interior. Se eu vivesse no interior também queria melhores condições de vida e com isso também mudava para o litoral. Existem algumas medidas que se podiam aplicar no interior como por exemplo:
--> A criação de polos de ensino adaptados as necessidades de cada região;
--> A criação de mecanismos fiscais de incentivo à fixação de empresas e de população nessas áreas;
--> Criar serviços sociais para apoiar a população envelhecida;
--> A melhoria das acessibilidades;
--> O desenvolvimento do turismo.
Rafaela Marinho 10ºE Nº19
Reply all
Reply to author
Forward
This conversation is locked
You cannot reply and perform actions on locked conversations.
0 new messages