ūüĒī Lumen N¬ļ567 ::: Agenda da semana e Espa√ßo Cartel

0 views
Skip to first unread message

Delegação Paraiba

unread,
Jun 11, 2020, 3:07:21 PM6/11/20
to DPB/EBP

N¬ļ567, 11¬†de junho¬†de 2020

 


Agenda da Semana


 

16 de junho (terça-feira)

N√ļcleo de Pesquisa sobre Sexualidades, Sexua√ß√£o e as Fal√°cias do Sexo

 
Coordenação Margarida Assad
Colaboradores: Carla Pereira, Marina Fragoso, Suele Conde e Wilson Lima
 
Nesse ano de 2020 pretendemos seguir em nossas pesquisas nesse N√ļcleo sobre as sexualidades do mundo contempor√Ęneo guiados pelo lugar do feminino e dos¬†feminismos.¬†Consideramos que o feminino tem ocupado um lugar determinante na nova ordem social dos falantes. Talvez a¬†feminiza√ß√£o do mundo, como vimos falando, esteja alcan√ßando um status de um novo discurso, no sentido que Lacan atribui a esse termo. Um discurso √© aquilo que ordena posi√ß√£o subjetiva e um tipo de la√ßo social; o feminino talvez esteja alcan√ßando esse lugar de um novo discurso. Uma quest√£o‚Ķ
Como consequência queremos seguir investigando sobre o mandamento de ferro atual de todos iguais. Todos iguais também em seus gozos, supondo um apagamento da diferença sexual. Tudo é possível, toda escolha de gozo é uma opção da ordem de um direito humano, afastando qualquer interpretação de um pathos próprio à sexualidade. Pretendemos atravessar essa barreira e investigarmos, com a orientação de Freud e Lacan, sobre os destinos da sexualidade no falasser. 
A inf√Ęncia ser√° um dos pontos de partida, e podemos nos servir do que vem sendo produzido no √Ęmbito das redes de investiga√ß√£o da AMP : A ‚Äúsexua√ß√£o das crian√ßas‚ÄĚ. Este √© um dos temas que as redes CIEM-Cereda ir√£o trabalhar e pretendemos nos guiar por essa trilha aberta pela AMP.¬†
Continuaremos ainda a investigar os efeitos do lugar do feminino na pluralidade de formas de gozo contempor√Ęneas.¬†
Aguardamos os interessados em partilhar conosco suas indaga√ß√Ķes sobre essas quest√Ķes.¬†
Inscri√ß√Ķes pelos e-mails de :¬†margari...@gmail.com

Próxima atividade: 16 de junho
Tema: Gênero e Psicanálise - Uma conversa
G√™nero e(m) Psican√°lise: Alcan√ßando o Sujeito na Realidade Atemporal da √Čpoca que Interroga o Sexual- Thayse Almeida
E
Vagas No√ß√Ķes sobre Sexualidades Entre J. Butler e L Lacan-¬†Adriano de Le√≥n¬†
Hora: 19:30h 
Pelo Zoom 

18 de junho (quinta-feira)

Seminário: Especificidades da clínica na orientação lacaniana

Coordenação: Glacy Gonzales Gorski e Cassandra Dias Farias
 
A proposta desse semin√°rio √© tomar o curso¬†Sutilezas Anal√≠ticas¬†de Jaques ‚Äď Alain Miller como nossa principal refer√™ncia.¬† Esta escolha se pautou no desejo de aprofundar os estudos e a investiga√ß√£o sobre a¬†especificidade da cl√≠nica na orienta√ß√£o lacaniana.¬† Assinalamos que a import√Ęncia deste curso se deve ao fato que, nesse momento,¬† Miller retoma a quest√£o cl√≠nica de forma cr√≠tica, assim como problematiza a concep√ß√£o estrutural esclarecendo que na orienta√ß√£o lacaniana, a concep√ß√£o de cl√≠nica tem como norte a singularidade, o sinthoma de cada um.
Pretendemos ainda, a partir dessa refer√™ncia, interrogar a pr√°tica lacaniana nos novos tempos, considerados cada vez mais como uma √©poca da chamada ‚Äúpr√°xis da p√≥s-privacidade‚ÄĚ (1), em que √© preciso cernir o lugar do analista e sua a√ß√£o. Nesse sentido o sonho como essa produ√ß√£o √≠ntima nos convoca ao trabalho na medida em que ele articula uma produ√ß√£o de saber. Mas, qual seria hoje, o estatuto do sonho na cl√≠nica lacaniana?
Nessa dire√ß√£o, ‚Äúno n√≠vel do¬†ultim√≠ssimo¬†ensino, pode-se pelo menos dizer que o saber n√£o √© um despertar e que, se fosse preciso escolher, ele seria, antes, um sonho. √Č nessa orienta√ß√£o que Lacan trilha seu giro em c√≠rculos. O ser humano (l‚Äô√™tre humain, les √™tres humains), o que na √©poca ele escreve como¬†les trumains, o ser humano est√° condenado ao sonho‚ÄĚ. (2)
Nossa proposta consiste em interrogar os fundamentos de uma cl√≠nica que leva em conta o sonho como sendo a via r√©gia ao inconsciente colocando quest√Ķes acerca da interpreta√ß√£o, assim como sobre a no√ß√£o de sinthoma e o estatuto do feminino no final da an√°lise.¬†Consideramos que ‚ÄúA interpreta√ß√£o dos sonhos j√° n√£o ser√° um deciframento do inconsciente, uma vez que¬†o¬†sinthoma¬†incluindo em si mesmo o que n√£o se modifica, n√£o √© uma forma√ß√£o do inconsciente nem est√° destinado a seu levantamento e desaparecimento‚ÄĚ. (3)
Por fim, assinalamos ainda que diante dos desafios que o real no século XXI apresenta à práxis analítica, tomar a clínica como pilar nos força, continuamente, a situarmos o lugar do analista.
(1)https://congresoamp2020.com/pt/articulos.php?sec=el-congreso&file=el-congreso/presentacion.html
(2) ‚Äď MILLER,¬†https://congresoamp2020.com/pt/articulos.php?sec=el-tema&sub=textos-de-orientacion&file=el-tema/textos-de-orientacion/20-03-02_los-trumanos.html.
(3) - https://congresoamp2020.com/pt/articulos.php?sec=el-congreso&file=el-congreso/jornada-clinica.html.
 
Atividade quinzenal, quintas-feiras, às 20:00h
Próximo encontro: 18 de junho  pela plataforma Zoom

Indica√ß√£o de leitura:¬†¬†Hacia donde va ¬†el psicoan√°lisis?¬†¬†- 2¬ļ cap√≠tulo¬†curso Sutilezas anal√≠ticas ‚Äď Jacques Alain Miller ‚Äď Editora Paid√≥s e¬†Sigmund Freud, (1935)¬†As sutilezas de um ato falho.¬†¬†In Edi√ß√£o¬†Standard¬†¬†Brasileira de Freud, vol. 22, Rio de Janeiro: Imago editora,1976, p. 285-287.

Inscri√ß√Ķes pr√©vias atrav√©s dos e-mails:
cassan...@uol.com.br e glacygonz...@gmail.com

Vagas limitadas. Os convites para ingressar na sala serão enviados por email com 15 minutos de antecedência da atividade.

IV Curso Fundamentos do Ensino de Lacan


Car@s alunos:

S√°bado, dia 13 de junho,¬†daremos continuidade ao tema do M√≥dulo I¬†do IV Curso,¬†‚ÄėO Inconsciente‚Äô.

Seguem alguns norteadores que ir√£o guiar nosso trabalho:

  1. Retomaremos, de forma r√°pida, algumas quest√Ķes da √ļltima aula.¬†J√° foram enviados para voc√™s,¬†os slides sobre o inconsciente e o recalque¬†e¬†tamb√©m um texto bem curto de Freud ‚Äď Caso Emma ‚Äď que ajuda a entender os tempos do trauma. Este √ļltimo,¬†voc√™s¬†tamb√©m podem¬†localizar¬†no texto de Freud ‚ÄúPROJETO PARA UMA PSICOLOGIA CIENT√ćFICA‚ÄĚ, na parte 4,¬†¬†‚ÄúPROTON PSEUDOS [PRIMEIRA MENTIRA] HIST√ČRICA‚ÄĚ.
  2. Contribui√ß√Ķes de Lacan ao conceito do inconsciente, atrav√©s de dois cap√≠tulos do Semin√°rio 11, conforme j√° anunciado no nosso cronograma: Cap√≠tulo II:¬†O Inconsciente Freudiano e o Nosso¬†Cap√≠tulo¬†III:¬†Do Sujeito da Certeza
  3. Discuss√£o do passe de Ram Mandil

Caso tenhamos tempo, discutiremos alguns elementos da lingu√≠stica que serviram de aporte para Lacan construir a tese ‚Äúo inconsciente estruturado como uma linguagem‚ÄĚ.

Até sábado!
Abraços,
Cleide e Cristina

ESPAÇO CARTEL

 

  

Confira o Boletim Dobradi√ßa ‚Äď uma iniciativa da Diretoria de Cart√©is e Interc√Ęmbio da EBP atrav√©s do link https://www.ebp.org.br/carteis-e-intercambios/boletim-dobradica/
 

Editorial - Boletim Dobradiça
- 6 -
Ana Tereza Groisman - EBP/AMP

 
 
O Boletim Dobradi√ßa inicia um novo ciclo e se insere na s√©rie de boletins que tomaram como orienta√ß√£o este significante: Dobradi√ßa. A atual Diretoria de Cart√©is e Interc√Ęmbios da EBP, atrav√©s desta publica√ß√£o, visa fortalecer o la√ßo e a reflex√£o entre n√≥s com rela√ß√£o aos cart√©is e aos interc√Ęmbios, em sua articula√ß√£o com a Escola e para al√©m dela com o mundo que nos rodeia. O ano de 2020 com seu cen√°rio de pandemia trouxe enormes desafios para a sociedade. No √Ęmbito da comunidade de analistas que comp√Ķe a nossa escola, a pr√°tica cl√≠nica, a troca te√≥rica e a manuten√ß√£o dos la√ßos n√£o ficam ilesos. Esse boletim foi elaborado com a inten√ß√£o de contribuir para que possamos atravessar cuidadosamente esse per√≠odo, mantendo um vivaz interesse pelo que surge de novo ao longo do caminho. Dobradi√ßa, significante que nomeia o boletim de Cart√©is e interc√Ęmbios sinaliza sua fun√ß√£o mec√Ęnica de sustentar o que divisa passagens e denota uma forma de conex√£o entre os espa√ßos. Nosso boletim percorre um caminho moebiano, um √≠ntimo que se desdobra em p√ļblico, recolhendo os efeitos de extimidade que possam advir. O Cartel enla√ßa √© a sess√£o que abre nosso boletim. A cada n√ļmero, convidaremos tr√™s colegas a escreverem sobre o funcionamento do Cartel nos dias de hoje: como este se aproxima e no que se desvirtua do plano Lacan? Nesse n√ļmero conversamos com colegas membros da Escola sobre o Cartel √† dist√Ęncia: o que muda no cartel sem o encontro presencial? Stella Jimenez, Marcelo Veras e Ant√īnio Benetti, partiram dessa quest√£o e trouxeram pontua√ß√Ķes fundamentais a partir da experi√™ncia como Mais-Um em cart√©is que seguem funcionando mesmo durante o confinamento. Cada um, a seu modo, contribuiu para que sigamos no esfor√ßo de elabora√ß√£o sobre o dispositivo de Cartel, tal como funciona ou fracassa hoje. Em seguida, na se√ß√£o Musas, Cleyton Andrade destaca uma imagem que recebera por WhatsApp e que parecia antecipar o que estava por vir. Antes da chegada do novo coronav√≠rus Covid-19 no Brasil, circulava pelas redes a foto do ‚Äúhomem bolha‚ÄĚ, uma cena long√≠nqua e quase on√≠rica em que ele se protegia de um perigo invis√≠vel. Seria esse nosso destino? Prosseguindo na via de interc√Ęmbios, chegamos na l√≠ngua do Outro, onde temos a oportunidade de acompanhar a entrevista com o professor Renato Janine Ribeiro, uma conversa instigante sobre democracia e √©tica que, como nos provoca nosso entrevistado, abordar√° pontos cruciais que v√£o al√©m da discuss√£o habitual da psican√°lise, mas dos quais a psican√°lise n√£o deve fugir. A entrevista aborda quest√Ķes que se complexificam em nossos dias e nos demandam um posicionamento √©tico frente √† desigualdade social que assola nosso pa√≠s e que se escancara ainda mais no contexto da pandemia. Janine Ribeiro aborda tamb√©m a tens√£o permanente entre democracia e rep√ļblica: enquanto a primeira se articula ao desejo, nas palavras do entrevistado, ‚Äúo pr√≥prio da democracia √© o desejo‚ÄĚ, a outra se sustenta na contens√£o e na ren√ļncia. Ribeiro segue na sua instigante an√°lise de nossa √©poca e chega na quest√£o da ‚Äúpresen√ßa √† dist√Ęncia‚ÄĚ, propiciada pelo advento da internet com seus efeitos democr√°ticos sobre o acesso e produ√ß√£o de conhecimento e os desafios √©ticos inerentes √† comunica√ß√£o em rede. Desejamos a todos uma boa leitura!
 
Os cartéis na Paraíba
Respons√°vel: Cleide Pereira Monteiro

O cartel, dispositivo privilegiado por Lacan como órgão de base de sua Escola, se mantém atual como porta de entrada para aqueles que estão se aproximando do trabalho de Escola. Foi idealizado por Lacan como um grupo formado no mínimo por três pessoas, que se escolhem em torno de um assunto pertinente à psicanálise. A partir de um tema de investigação delimitado, escolhe-se o Mais-Um, que, não sendo um líder, pretende conter os efeitos grupais e incentivar a elaboração de cada um. Através deste pequeno grupo pretende-se exercer a lógica da singularidade, materializada na pergunta que instiga a pesquisa, não sem os outros com quem se compartilha esta experiência. Com um tempo de duração limitado (dois anos no máximo), a dissolução pode culminar com a exposição a céu aberto do produto de cada um, prontamente acolhido pela Escola através das Jornadas de cartéis ou outros eventos.
Aquele que deseja fazer parte desta rica experi√™ncia, pode expressar seu interesse enviando e-mail para Cleide Pereira Monteiro (cleidep...@hotmail.com), explicitando a tem√°tica que o anima a investiga√ß√£o. Ser√° acolhido na lista de Procura-se cartel ‚Äď com circula√ß√£o semanal em nosso Boletim Lumen ‚Äst¬† e logo que haja integrantes suficientes para a composi√ß√£o de um cartel, cada inscrito ser√° contactado.

CART√ČIS EM FUNCIONAMENTO
PSICAN√ĀLISE E POL√ćTICA: Glacy Gorski ( + 1 ), Lia Giraldo, Isadora Grego D‚ÄôAndrea, Marcelo Saturnino, Paulo Medeiros e Eva Lins.
SEMIN√ĀRIO XIX: Karynna¬† N√≥brega¬† (+1), Alice Tochetto, Ana L√ļcia Trov√£o, Ana¬† Elisabete, Cleide Nascimento
PSICOSE: Margarida Assad (+1), Kleyce Carvalho Silva, Renato Silvestre da Silva, Andresa Lima Barbosa, Lorena leite de Azevedo costa
ARTE¬† E¬† PSICAN√ĀLISE: Cassandra Dias (+1), Edison¬† Macedo, Carolina¬† Marques,¬†Hellen¬† Linhares, Clara¬† Jer√īnimo.¬†
PSICAN√ĀLISE E NEGRITUDE: Cleide Monteiro (+1), Renally Xavier de Melo, Br√≠gida Cavalcanti Alves,¬† Ana Carolina Cirne Dantas, Ana Paula Porto
SUTILEZAS ANAL√ćTICAS: Ricardo Seldes (+1), M¬™ Cristina Maia, Pauleska N√≥brega, Raquel Ferreira
HUMOR: Margarida Assad (+1), Gabriela Dupin, José Augusto Rocha, Marina Franco , Bruna Guarana
 
CART√ČIS¬† EM FORMA√á√ÉO
GENERO  E  GOZO: Iara  Fernandes, Monik  Monteiro, Georgiana  Franca. 
PSICOSE¬† ORDIN√ĀRIA:Francisco¬† Santos,¬†Georgiana¬† Franca,¬†Hellen¬† Linhares,¬†Marcelo Saturnino
SEMIN√ĀRIO 11: Maria Emilia Diniz de S√° Miranda, Danny Priscila Ara√ļjo Medeiros, Maria Gerlane Xavier do Nascimento, Fernando Brito da Silva Neto
 
PROCURA-SE  CARTEL
 
OS MESTRES CONTEMPOR√āNEOS: Renally Xavier de Melo, Monik Monteiro, Karem da Mata
PSICAN√ĀLISE NO TERRIT√ďRIO: Dayse Cat√£o, Marcela Ribeiro
PSICAN√ĀLISE E SUIC√ćDIO: Ubiratan Pereira de Oliveira
A TRANSFER√äNCIA EM FREUD E LACAN: Ana L√≠gia Barbosa da Silva, Ana L√ļcia Trov√£o
PSICAN√ĀLISE¬†E¬†NEGRITUDE:¬†Maria Vit√≥ria Nunes Souza, Nath√°lia Carvalho
MATERNIDADE: Mayane Oliveira
INTERVEN√á√ÉO PSICANAL√ćTICA PRECOCE COM BEB√äS: Mayane Oliveira
FEMININO: Raquel Martins
 

Facebook
Link
Email
Copyright ©  2019    Boletim Informativo Lumen 

Endereços da EBP na Paraíba:
Jo√£o Pessoa:Rua Nossa Senhora dos Navegantes, Empresarial Navegantes, n¬ļ415, sl 208. Tamba√ļ.
Campina Grande: Av. Nilo Pe√ßanha,¬† Empresarial Jos√© Augusto Lira, n¬ļ541, sl107, Prata.¬†¬†

Você está convidado a receber e-mails?
Você pode
atualizar suas preferências ou cancelar a inscrição nesta lista .

 






This email was sent to ebppa...@gmail.com
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
Delegação Paraíba - EBP · Rua Nossa Senhora dos Navegantes, 415, sl 208 · Joao Pessoa, Pb 58039-110 · Brazil

Email Marketing Powered by Mailchimp

Reply all
Reply to author
Forward
0 new messages