Puxar o cabo dos bancos

6 views
Skip to first unread message

Irapuan Martinez

unread,
Feb 26, 2022, 7:50:31 PMFeb 26
to Lista ArqHp
Hoje o consenso cresce na União Europeia para se desconectar a rede bancária russa do SWIFT — sistema internacional de interligação dos bancos. Os bancos estatais russos parecem já ter sido desconectados.

Capitalismo e Democracia, estas coisas execradas, inventando soluções para enfrentar warlords sem dar um tiro. Tem gente por aí contra.

Não que seja o golpe definitivo:


SWIFT não é a única rede de interligação internacional da rede bancária. Justamente para não ficar na mão de Democracias — que loucura — a Rússia criou um sistema concorrente, SPFS.

A má notícia? China se interliga no SPFS. 

Noves fora, a thread acima avisa que a Rússia andou comprando ouro como se estivesse indo para a guerra. Nada como o  elemento 79 quando a internet cai.

Oitenta e uns fora, crypto.

Irapuan Martinez

unread,
Feb 26, 2022, 8:59:46 PMFeb 26
to Lista ArqHp

Mesmo se apelar para crypto, Rússia vai ter problemas: Ao longo da semana, Taiwan já mandou apoio à Ucrânia. Taiwan sabe o que é viver à sombra de um país com aspirações expansionistas.

E Taiwan é grande fornecedor de processadores para sustentar um país do tamanho da Rússia se virar só com crypto.

E também é mencionando acima: a reserva de ouro seriam dois meses de balança comercial.

A coisa vai ficar russa para o Putin (Rá! Entenderam? Porque o Putin é russo! Russo! Situação tá russa para o russo!)

Irapuan Martinez

unread,
Mar 2, 2022, 11:05:04 AMMar 2
to Lista ArqHp
Especialistas rejeitam preocupações de que Rússia usará criptomoeda para contornar sanções: 'Totalmente infundado'


(…) Eles dizem que o mercado de criptomoedas não é grande o suficiente nem profundo o suficiente para suportar o volume que a Rússia precisa e que a infraestrutura de ativos digitais do país é mínima.

(…) O chefe de política da promotora de políticas cripto da Blockchain Association nos EUA, Jake Chervinsky (…) afirmou três razões pelas quais é improvável que a Rússia use criptomoedas para contornar as sanções dos EUA. A primeira é que as sanções não se limitam a USD, e agora é ilegal que qualquer empresa ou cidadão dos EUA faça transações com a Rússia. Ele disse: “Não importa se eles usam dólares, ouro, conchas do mar ou Bitcoin”.

A segunda razão é que as necessidades financeiras de uma nação como a Rússia excedem em muito as capacidades atuais dos mercados de criptomoedas, que Chervinsky chamou de “muito pequenas, caras e transparentes para serem úteis para a economia russa”. Em outras palavras, mesmo que a Rússia pudesse acessar liquidez suficiente, ainda assim não poderia esconder suas transações em tal mercado.

Por fim, o país passou anos tentando ser “à prova de sanções”, mas não conseguiu construir nenhuma infraestrutura criptográfica significativa ou até mesmo finalizar os regulamentos cripto. Chervinsky diz que as criptomoedas simplesmente não parecem fazer parte dos planos da Rússia para mitigar os efeitos das sanções.

No entanto, o chefe de investigações de fraudes na plataforma de pesquisa blockchain Coinfirm, Roman Bieda, disse à Al Jazeera em 1º de março que era possível, em geral, usar criptomoedas para “evitar sanções e esconder riquezas”, como foi feito pela Coreia do Norte, Venezuela, e Irã.

O Cointelegraph informou em 25 de fevereiro que a presidente do BCE, Lagarde, estava ansioso para aprovar o projeto Markets in Crypto Assets (MiCA) pelo Parlamento Europeu o mais rápido possível, a fim de fornecer às autoridades europeias os meios para que “ativos criptográficos possam realmente ser capturados.” Lagarde está pressionando para aprovar as políticas com urgência, a fim de evitar que Putin possa escapar de sanções com criptomoedas.

Em uma entrevista com Rachel Maddow na MSNBC esta semana, Hilary Clinton pediu ao presidente dos EUA, Joe Biden, que impeça a Rússia de negociar criptomoedas. Ela e Maddow discutiram as ameaças à segurança nacional que poderiam existir em relação às criptomoedas e Clinton disse: “O Departamento do Tesouro e os europeus devem analisar com afinco como podem impedir que os mercados de criptomoedas dêem uma saída para a Rússia”.

“Fiquei desapontada ao ver algumas das exchanges de criptomoedas, nem todas, mas algumas delas estão se recusando a encerrar transações com a Rússia por alguma filosofia do libertarianismo.” (…)
Reply all
Reply to author
Forward
0 new messages