O FUTEBOL E AS MUDANÇAS CIVILIZATÓRIAS - Copa do Mundo - Esporte e sociedade - Sociedade patriarcal - Sociedade matriarcal - Poeta argentino Borges Nelson Rodrigues - Por Paulo Penalva Mancini - "O bom é que também a democracia e a participação popular estão no campo do feminino, da circularidade, da bola, da emoção e do cuidado que nossa Terra, que está com febre de racionalismo utilitário (e especialmente nós humanos junto com ela) está muito a exigir." - TEXTO INÉDITO !!

7 views
Skip to first unread message

Luiz Antonio Vieira Spinola

unread,
Jul 16, 2014, 3:37:07 PM7/16/14
to Ambiente Social
Grupo-Ambiente relacionado : Ambiente Social
http://groups.google.com/group/ambientesocial



Copa do Mundo


O FUTEBOL E AS MUDANÇAS CIVILIZATÓRIAS
Texto inédito de Paulo Penalva Mancini


Surgido na Inglaterra na segunda metade do século XIX, o futebol
talvez seja o esporte que atrai maior audiência em todo o mundo. Quais
as possíveis razões?

O grande poeta Borges, ensaísta e ficcionista argentino - talvez o
mais europeu e universal escritor portenho - disse, segundo publicado
hoje na Folha de São Paulo, que "o futebol é popular porque a
estupidez é popular".

O enorme prazer que sinto na leitura de quase qualquer texto de
Borges, certamente um dos mais eruditos escritores latino-americanos
do século XX, e também de certo encanto e escândalo, à gosto
tipicamente borgiano, que a frase provoca; espicaçaram minha vontade
de por no papel (ou na tela do computador, para ser mais exato)
reflexões que há tempo faço sobre o esporte bretão, que tão
intensamente conquistou a cultura brasileira.

Como em nosso genial dramaturgo, Nelson Rodrigues, o conservadorismo
político de Borges sempre incomodou. Ele não tinha pejo em declarar
apoio à sanguinária ditadura argentina nos anos 70 do século passado.
Às vezes tinha a impressão que suas declarações eram, na realidade,
parte de sua ficção. Talvez um dos aspectos mais fascinantes de sua
arte era a de escrever como espelho que traduz e deforma ou recria a
realidade e, ele mesmo, procura confundir(-nos) ficção com realidade.
Às vezes minha impressão era de que, como Nelson Rodrigues, dizia
'boutades' aos jornalistas só mesmo pelo prazer de chocar os leitores,
sem que, talvez, representasse mesmo o que pensavam. Sinceramente não
sei, tenho dúvidas...Mas naquela época me incomodavam demais qualquer
apoio aos regimes militares, autoritários e anti-democráticos, que
dominavam a maioria dos países da América Latina.

Não pretendo entrar no mérito se a 'estupidez é popular', como afirmou
Borges, ou não. Mas a constatação de que o futebol é popular e talvez
o esporte mais popular em todo o planeta é uma verdade sociológica e
antropológica. Pelo menos entre os povos 'civilizados', não é? O
Luciano Huck e o 'RRRRRooonaldo' foram até o interior do Pará, junto
a um Posto da Funai de Índios Isolados, e entregaram para a comunidade
indígena dos "Zoes" - que há muito pouco tempo fez contato com nossa
civilização - pra entregar uma boa de futebol, para brasileiros que
nunca tinham visto qualquer coisa parecida. Para surpresa e decepção
do "Fenômeno", eles só pensaram e - mesmo depois de uma demonstração
do 'craque' do que se pode fazer com a pelota - acabaram realizando
seus desejos de flexar irremediavelmente a bola tão gentil e
ansiosamente oferecida.

Pois é. Mas, todos sabemos, futebol deriva do anglo-saxão foot-boll -
que traduzido ao "pé-da-letra", significa pé-na-bola. Ou seja, um
jogo, uma brincadeira, um esporte, que se joga só com os pés, pelo
menos para 20 dos jogadores, já que os dois goleiros podem usar as
mãos. É curioso que esse esporte tenha surgido só na segunda metade do
século XIX, já que requer tão pouca tecnologia. Afinal, creio eu,
vários tipos de bolas poderiam ser feitas desde tempos imemoriais
usando diferentes tipos de materiais.

Nossos pés são a parte de nosso corpo que entram em contato e
apoiam-nos e se apoiam no chão, na terra. Ou seja é nossa parte mais
'terrena'. A terra é um elemento feminino.

Os pés também são nossos membros mais distantes do cérebro. E como
tal, fundamentais para o necessário contraponto equilibrador e
reconfortador, para uma cultura onde predomina a racionalidade
utilitária, predominantemente cerebral. Trabalhar com os pés relaxa a
mente, o cérebro.

Foi só a partir da Renascença nos séculos XVI e XVII e XVIII que
consolidou-se para toda a humanidade que a Terra é redonda; que a
Terra é uma bola.

O círculo, a ciranda, a rede, são elementos predominantes em culturas
matriarcais com organizações sociais mais horizontais, menos
autoritárias. Em contraposição, nas culturas patriarcais -
predominantes no Ocidente a partir do Império Romano - prevalecem as
estruturas hierárquicas piramidais, mais autoritárias e dominantes nas
organização da maioria dos Estados Nacionais, empresas e instituições
religiosas até hoje.

São muitos autores que, como Fritjof Capra em "O Ponto de Mutação",
falam que vivemos na civilização ocidental que se globalizou uma fase
de transição entre o predomínio de uma cultura patriarcal para uma
cultura matriarcal.

É muita coincidência que o Brasil - que sedia esta Copa do Mundo - , a
Argentina e a Alemanha, que disputaram a partida final, sejam
governadas por três mulheres: Dilma Roussef, Cristina Kirchner e
Angela Merkel. Três mulheres fortes. Mulheres-macho, dirão alguns. São
obrigadas a sobrevalorizar seus 'animus' masculino para exercer o
poder no topo de estruturas altamente hierarquizadas como são os
Estados. Mas são mulheres, que há menos de 100 anos nem podiam
participar da vida política de seus países.Tradicionalmente são
valores masculinos a razão, a pouca sensibilidade emocional, a ordem.
Enquanto o feminino identifica-se com a emoção, com a sensibilidade, o
cuidado.

E então? Já começaram a suspeitar onde quero chegar? Porque o futebol
é tão popular? Porque ele é a 'paixão do povo'?

Talvez esta 'mudança civilizatória', que envolve profundas mudanças de
paradigmas, explique também porque tanto Borges, como nosso querido
Nelson Rodrigues (especialmente este) fossem também, como bons latinos
de sua época, bastante machistas.

O bom é que também a democracia e a participação popular estão no
campo do feminino, da circularidade, da bola, da emoção e do cuidado
que nossa Terra, que está com febre de racionalismo utilitário (e
especialmente nós humanos junto com ela) está muito a exigir.

E a bola rola...

São Carlos, 13 de julho de 2014


Paulo P. Mancini





HALL DE ENTRADA DOS GRUPOS-AMBIENTE - PARTICIPE !!
http://ambienteinfoera.blogspot.com/2010/10/hall-de-entrada-dos-grupos-ambiente-em_16.html
Os Grupos-Ambiente segmentam os assuntos dos diversos ramos do
conhecimento para incentivar a participação e facilitar o acesso de
pesquisadores


HALL DE ENTRADA DOS BLOGS-AMBIENTE - VISITE e COMENTE !!
http://ambienteinfoera.blogspot.com/2010/10/hall-de-entrada-dos-blogs-ambiente.html
Um blog relacionado a cada grupo para conter as melhores postagens !!


LISTA ATUALIZADA DOS GRUPOS E BLOGS-AMBIENTE
http://ambienteinfoera.blogspot.com/2010/10/lista-atualizada-dos-grupos-ambiente-em.html
Cadastre o seu email nos grupos que mais gostar !! E participe !,


AMBIENTE PREVISÕES SOL-TERRA
http://ambienteprevisoes.blogspot.com
Ensaios de previsões muito antecipadas de eventos severos, de
terremotos e de erupções vulcânicas - Inédita pesquisa sobre o
magnetismo solar !!


CONTRIBUIÇÕES TRANSPARENTES
http://ambienteinfoera.blogspot.com/2010/10/pagina-de-contribuicoes-transparentes.html
Participe nos Blogs e Grupos-Ambiente colaborando financeiramente com
seus colaboradores e projetos.
Desta forma você também ajuda a CONSTRUIR UMA NOVA HUMANIDADE !!


Contato
http://ambienteinfoera.blogspot.com/2011/10/contato-como-se-comunicar-com-os.html
Email, endereço, telefones atualizados

==================================================================
Reply all
Reply to author
Forward
0 new messages