Gurudeva's diary 30.07.2012

0 views
Skip to first unread message

Srivas Thakur Das

unread,
Jul 30, 2012, 12:31:09 PM7/30/12
to ParamGa...@googlegroups.com

na nama-sadrsam jnanam na nama-sadrsam vratam

na nama sadrsam dhyvanam na nama sadrsam phalam

na nama sadrsastyago na namasadrsah samah

na namasadrsam pnyam na namasadrsi gatih

namaiva parama muktir namaiva parama gatih

namaiva parama santir namaiva parama sthitih

namaiva parama bhaktir namaiva parama matih

namaiva parama pritir namaiva parama smritih

namaiva karanam jantor namaiva prabhur eva ca

namaiva paramaradhyam namaiva paramo guruh

                                                                 

Não existe nenhum voto comparado ao cantar do Santo Nome, nenhum  conhecimento superior a este cantar, nenhuma meditação que venha de alguma  parte que se aproxime deste cantar, e ele dá o mais elevado resultado.  Nenhuma penitência se iguala a este cantar, e nada é tão potente ou poderoso  como o Santo Nome. (Adi Purana)

 

Queridos devotos,

Por favor aceitem minhas bençãos.

Todas as glórias a Srila Prabhupada!

Todas as glórias a Sri Rupa Goswami!

 

Hoje, Dvadasi, celebramos o auspiciosíssimo dia do desaparecimento de Sri Rupa Goswami. Srila Prabhupada explica que Srila Rupa Goswami é o pai do serviço devocional. Chamado também de Rasa-acarya, ele revela em seus muitos livros os mistérios da ciência de Rasa e misericordiamente mostra o caminho para alcançar o swarupa-sidhi, a forma eterna e transcendental, num serviço devocional amoroso à Sri Sri Radha-Krsna.

Entre seus muitos livros, destacam-se o Upasemrta e o Bhakti Rasamrta Sindhu. Lendo atenciosamente estes dois livros o Bhakti-Yogi é guiado passo a passo rumo à eternidade.

 

Por favor, leiam a biografia de Srila Rupa Goswami.  Também no Caitanya Caritamrta nós podemos ler em detalhes os ensinamentos de Sri Krsna Caitanya Mahaprabhu a Sri Rupa Goswami, assim como descrições da vida dele.

 

Unicamente pela graça dos Vaisnavas e dos Acarya prévios é que nós podemos desenvolver apego pelo cantar dos Santos Nomes e desejo intenso de servir Sri Krsna. Srila Prabhupada é o perfeito Rupanuga e lendo os significados dele, nós podemos captar os mistérios sutis dos ensinamentos de Srila Rupa Goswami.

 

Srila Prabhupada, antes de vir para o Ocidente,  passou todo o período dele em Vrindavana  num  Bhajan Kutir  no Sri Sri Radha-Damodara Mandir, situado justo em frente ao Samadhi de Sri Rupa Goswami.

 

Mula Prakrti Mataji, discípula de Srila Prabhupada, escreveu um livro maravilhoso intitulado “Nosso Srila Prabhupada, um amigo de todos”. Este livro é fruto de um árduo e paciente trabalho. Mula Prakrti Mataji viajou entre a Bengala e Vrindavana entrevistando muitos devotos que conheceram Srila Prabhupada antes dele ir para o Ocidente. São histórias absolutamente tocantes.

 

Um Babaji, Sripada Hrdayananda Babaji Maharaj nasceu no Radha Kunda e foi pujari  durante 78 anos. Ele ainda mora no Radha-Damodara Mandir. No começo da entrevista quando Mula Prakrti Mataji perguntou se ele conheceu Srila Prabhupada, ele começou a chorar.

Ele conta: “ Eu nunca ví ninguém ter um Sadhana como ele. Eu passei minha vida em Vraja e nunca ví ninguém como ele. Prabhupada propagou esta Consciêencia de Krsna pela graça de Srila Rupa Goswami. Prabhupada costumava orar a Sri Rupa Goswami: “por favor, dê-me sua misericórdia”..... e ele obteve esta misericórdia. Eu sei disto porque eu ví algumas coisas que ele fazia no Radha-Damodara Mandir. Meu quarto ainda é situado no mesmo lugar daquela época: 1964/65.

 

Muitas vezes no meio da noite, às vezes à meia-noite,  às vezes uma ou duas da manhã, eu ouvia uma voz chorando no pátio interno onde se localiza o samadhi de Sri Rupa Goswami.  Aquela voz chamava alto e chorava e eu não sabia o que era porque eu estava tentando dormir.

Mas uma noite, na lua cheia, eu ouví a mesma voz outra vez. Então eu fui até o terraço e olhei para baixo no pátio interno. Foi então que eu ví algo surpreendente:  Srila Prabhupada estava curvado varrendo o chão do pátio do Samadhi de Sri Rupa Goswami. Ele estava curvado segurando uma pequena vassoura, e varrendo, chorava alto: “Hei Rupa! Hei Sanatana! Hei Gurudeva! Por favor, suplico, dê-me sua misericórdia! Sem sua misericórdia eu sou incapaz de fazer qualquer coisa. Dê-me misericórdia. Dê-me forças para que eu possa cumprir suas ordens”.

Então eu realizei que era ele que praticamente todas as noites estava chamando alto e varrendo daquele jeito......”

 

Srila Rupa Goswami ki jay! Srila Prabhupada ki jay!

 


Reply all
Reply to author
Forward
0 new messages